Escolha uma Página
Dizer não em determinadas situações pode te ajudar a manter o foco na qualidade dos seus serviços.
No relacionamento comercial, é comum ouvir que o cliente tem sempre razão ou que é preciso colocá-lo em posição exclusiva, mas isso não significa que você está ouvindo e atendendo as necessidades dele. É interessante, para as duas partes, ter um relacionamento e um não pode ser mais importante que o outro.

No começo de uma empresa, é comum trabalhar com preços mais baixos e esses descontos ainda ajudam, já que compensam pela experiência e credibilidade adquiridas com o trabalho. Porém, em algum momento não vai mais ser possível trabalhar com valores abaixo do razoável. Sendo assim, se o valor ofertado pelo seu cliente não for o mínimo considerado por você para pagar seu tempo e conhecimento, negue. Explique o motivo, seja sincero, mas não seja ríspido. Isso mantém o respeito da relação.

O prazo também é um dos maiores motivos de desconforto em uma relação comercial, não é possível aceitar um trabalho sem o tempo necessário para o desenvolvimento, e tudo que for prestado pela sua empresa deve ter qualidade.

O fornecedor deve saber se consegue entregar um material excelente, e atender sempre que possível às urgências do contratante. Quem define isso é você, e em contrapartida, também é muito importante não atrasar um material com o prazo acordado. O ideal é seu cliente ter consciência de que seu trabalho é sério e que o tempo só garante qualidade e satisfação.

É possível também, que existam pedidos fora da sua área de atuação ou da especialidade da sua empresa, e você não pode, de maneira nenhuma, garantir a entrega de um trabalho sem ter a experiência e a técnica para desenvolvê-lo. Seja sincero, em alguns casos é melhor indicar outros fornecedores do que decepcionar o cliente e inviabilizar projetos. Isso te garante mais credibilidade e aumenta a confiança na relação comercial.

Com o tempo de mercado, os prestadores só aprendem com as relações e ganham mais experiência no contato com o cliente. A pressão por resultados é tão constante que muitos acreditam que devem agradar os clientes a todo custo, isso pode acabar sendo uma armadilha, e claro, exceções acontecem, cada relação comercial tem suas particularidades, se houver confiança e estruturas sólidas não existe problema em favores, descontos e urgências. Mas é necessário que exista equilíbrio e bom senso das duas partes.